O Papa Francisco recomendou à Guarda Suíça Pontifícia que não se esqueça que “o Senhor está sempre ao seu lado” ao receber neste dia 2 de outubro o grupo de recrutas acompanhados por seus familiares.

O motivo da audiência com o Santo Padre é o próximo juramento dos recrutas que será no dia 4 de outubro, já que deveria ter sido realizado no dia 6 de maio, mas foi adiado devido ao confinamento pela COVID-19.

Em seu discurso, o Pontífice lembrou o "Saque de Roma" ocorrido em 6 de maio de 1527, no qual 147 guardas suíços perderam a vida em defesa do Papa Clemente VII, por isso encorajou "que a memória desse evento possa evocar em vocês o perigo de um ‘saque’ espiritual”, pois “no contexto social atual, muitos jovens correm o risco de ter a alma despida, quando seguem ideais e estilos de vida que respondem apenas a desejos ou necessidades materiais”.

Além disso, o Santo Padre destacou aos recrutas que o tempo que passarão em Roma "é um momento único na sua existência", por isso os encorajou a "que vocês o vivam com espírito de fraternidade, ajudando uns aos outros a levar uma vida rica de sentido e alegremente cristã”.

“Espero que sua estadia em Roma seja um bom momento para aproveitar ao máximo o que esta cidade tem a oferecer. É rica de história, cultura e fé. Portanto, aproveitem as oportunidades que lhes são oferecidas para melhorar sua bagagem cultural, linguística e espiritual”, disse o Papa.

Além disso, o Santo Padre exortou que o juramento que prestarão “seja também um testemunho de fidelidade à sua vocação batismal, ou seja, a Cristo, que os chama a ser homens e cristãos, protagonistas de sua existência”.

“Com sua ajuda e com a força do Espírito Santo, vocês enfrentarão serenamente os obstáculos e desafios da vida. Não se esqueçam de que o Senhor está sempre ao seu lado: espero de coração que vocês sintam sempre a sua presença consoladora”, afirmou.

Por fim, o Papa aproveitou a oportunidade para agradecer mais uma vez a toda a Pontifícia Guarda Suíça “não só pelo que faz - que é muito! - mas também pela forma como faz” e recordou que Santa Teresa de Calcutá dizia “que no final da vida não seremos julgados por quantas coisas fizemos, mas por quanto amor colocamos nessas coisas”.

Por fim, o Santo Padre assegurou suas orações e concedeu a Bênção Apostólica.

A cerimônia de juramento da nova Guarda Suíça ocorrerá no próximo domingo, dia 4, às 17h (hora local) no pátio de São Dâmaso de forma privada e, em caso de mau tempo, será transferida para a sala Paulo VI.

Fonte: ACI Digital

Deixe seu Comentário